terça-feira, 3 de junho de 2008

Sem mais delongas

Eu não queria me apresentar em um primeiro momento, nem definir esse blog, por que seria criar limites nele, logo de cara, então eu vou sair escrevendo, de cara, um poema:

Meu sorriso já não é verdadeiro,
por que o mundo me cortou como um assogueiro.
O soco agora me dói uma semana,
e a surra não tem me dado mais gana.
Isso preocupa o que de verdadeiro existe em mim,
será tudo que me for jogado eu digo sim?
Eu não era assim,
do meu carácter virei pimpim.
Maldito papel colorido,
que faz todos deixar corroído.
Me liberta dos teus olhos de fogo que me tirou o menino,
quero a pureza do eu pequenino.
O tempo passa e mais entro na penugem do coelho,
me da tua mão Alice, me liberta desse espelho.
Que nada existe sem a luz do sol da infância,
os sentidos enganam, é tudo semelhança do que ancia.
Quando se sente saudade,
se sofre aos poucos, tudo é eternidade.
Sinto falta do cheiro do Guaiba domingo na alvorada,
jogando no meio-fiu com a gurizada.
Coma nada me preocupava,
nem com o arranhão que não sarava.
Ia na praia fazer castelo de areia,
contava baleia e ouvia sereia.
Mas a bigorna da realidade caiu na certeza,
que o herói ali na mesa,
usa cuéca em sima da calça,
e dançava pagode em vez de valsa.
E tudo, no fundo foi ficando triste,
como um dedo em meu rosto em riste,
da senhora do tempo que me disse: "agora é assim"
até minha verdadeira caveira aparecer no fim.
Só agora intendo os velhos falando do passado,
só agora intendo o olho do pai vendo o filho arregalado.
Se arrepender do que se fez ou não é tudo igual,
só muda o gosto, um amargo outro sal.
Hoje, só do que vale a pena,
ou aquilo que sinto menos pena.

4 comentários:

Pedro Ame disse...

Isso aí meu!
Se puxando! Gostei de ver.

Abraço!

G . O . ! disse...

mann, ficou afude pra caralho teu blog! acho que vou ter que fazer um desenho pro meu tb

sausauhuh todo mundo sabe desenhar, só que cada um de um jeito, segundo o PEDRO AME né...

eita, to bem de referência!

beijoca caveira, continuemos resistindo na escrita

Patrícia disse...

Curti!!!
E espero que não pare de escrever...(como eu!hihuhoeheha)
Tu vais ver que é bem melhor escrever pra alguém ler e não apenas deixar em um canto!
Bjokas

Bruno-Lango disse...

No que depender de mim,sempre te darei mais dessas más influências!!!
Keep walking, Johny Zigomático!