domingo, 13 de janeiro de 2013

Eu sempre achei que a vida de quem era famoso era editada,
Apenas os melhores momentos apareciam para o grande público.

Mas hoje eu vejo que a vida de todos é editada.

Eu queria passar um dia ao lado de Caetano Veloso, acordar ao seu lado, ver suas nuances, esquecimentos, gafes a mesa do almoço, frases idiotas, acessos de raiva, adormecer irresponsavelmente a tarde tendo um trabalho a fazer e se possível alguma coisa bem, mas bem estupida antes da noite cair.



R.Z.

Um comentário:

Estermann Meyer disse...

ô bonito! acabei de te ver na capa do segundo caderno (atrasado, eu sei, é que não assino mais o jornal e tive que pega na casa da minha mina hehe...), fiquei feliz de te vê meu, e achei muito massa a ideia de vocês, do caralho mesmo...parabéns caveira! Ah sim, estou em porto alegre até dia 15 de abril de férias, vamo combina de se encontra, vo fala com o pedrito também...aquele abraço meu amigo!