segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Eu piso em ovos a todo tempo.
Eu sigo o vento.

Eu sinto pena.
Maravilhado com as novidades eu pego a trena.

Eu meço o tamanho do cadarço que me prende.
A opinião que me fende.
O sentido que me vende,
Mas não se rende por que não rende.

Nunca fui de muita coisa capaz.
No meu discurso quero ser tenaz.

Só preciso de um minuto para te convencer.
Esse signo com você quero preestabelecer.

Pré requisito para que tenhamos comunicação
Para que entremos em comunhão.





Um comentário:

estermann meyer disse...

e o rascunho do roteiro que tu ia me mandar seu cururu???